Eu não cultivo blogs

E não é porque não goste, adoro. Leio muitos, inclusive.

Já tentei (e ainda faço muito esforço para) manter meus blogs em dia. Mas isso provou ser um desafio diário, como o que estou prestes a lançar aqui, para mim mesma. Aviso de antemão, para o caso das pessoas (ou eu mesma) vierem me cobrar depois.

Não entrarei nesse mérito, mas posso tentar explicar o problema como uma fobia que sinto ao ler as coisas que escrevi há meses ou anos atrás. A neura só piora quando a gente enxerga a internet como uma “amiguinha” traiçoeira, de memória comprida, que volta e meia vai pegar no seu pé por causa do fotolog que você tinha na adolescência e dos depoimentos que escreveu no Orkut.

A internet é pior que o ensino médio. Hostil, atenta e doida pra te sacanear. Mesmo assim, resolvi passar por cima da autocensura e dar uma chance a uma ideia bacana que vi hoje.

Dia folga no trabalho que considerei muito produtivo, hoje vou dormir com a casa limpa, arrumada e cheirosa e cheia de esperanças de que não vou destruir meu carro na saída da concessionária. Obviamente não passei todo o tempo livre me dedicando a coisas úteis como organizar os 35m² que chamo de lar e aprender a dirigir. Assim, em um dos momentos de vadiagem online, esbarrei no post de um blog – brasiliense por coincidência – que continha uma proposta tentadora: uma lista de 101 tarefas a serem cumpridas em 1001 dias.

A ideia é antiga. Pelo que pude encontrar em dez ou doze resultados rápidos no Google, rolou um surto de gente fazendo essas listas e publicando o andamento. Portanto o que farei aqui não é muito inovador, mas para mim foi irresistível.

Para quem não conhece o ser humano que vos tecla, eu explico. Sou tarada por “To Do Lists”. E de maneira alguma isso faz de mim uma pessoa organizada, muito pelo contrário. A minha vida é tentar consertar a desordem que faço. Na casa, nas roupas, na comida, nos papeis importantes da gaveta do rack. Um dos meus passatempos preferidos é montar listas enormes com metas para o dia, para a semana ou para o intervalo de 55 minutos em que a lasanha fica no forno. E lógico que essas metas raramente são cumpridas integralmente. Só o tempo de organizar as tarefas, já é uma procrastinação a mais.

Como vêem, é crônico. Não pude resistir. Portanto, não garanto que todos os objetivos que vão constar lá serão alcançados. Qualquer um que se cumpra é lucro.

Segue no próximo post a famigerada lista.

PS: Escrevo como uma pessoa séria e quase normal no Matinê, o blog de cinema mais honesto que você vai amar ou odiar na vida.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s